Não podemos correr mais riscos!

O desespero de um partido que tende a desaparecer, como o CDS-PP, contrasta com a arrogância do cheiro a maioria do PS irradiado pelo perfume do sovaco do PAN, escondendo assim os poros dum PCP maturado e o oxigénio dum BE revigorado, que foi por onde respiraram os portugueses nos últimos 4 anos.

Verdadeiramente, quem não se lembra já da democracia que o PSD-CDS foi sufocando através da maioria capitalista que implementaram? A guilhotina aplicada aos trabalhadores? As comendas que deram aos bancários e aos capitalistas?  Vivemos um período de autêntica ditadura disfarçada de democracia.

Se foi tudo certo nesta legislatura do Partido Socialista? Claro que não! Imaginem se houvesse uma maioria do PS. Voltariam a estrangular os mesmos de sempre com as políticas de Direita! Só trocariam a mixomatose dum Coelho e as frinchas dum Portas por uma ostra lapada na Costa do Poder ou por um chicote do imperador César! Não podemos correr mais riscos!

Foram anos de Coelhos a saltar das cartolas, de Portas irrevogáveis fechadas e Cristas de discriminações  levantadas. Maiorias de Direita NÃO! MAS CUIDADO!  Uma maioria do PS, é uma maioria de Direita! Lembram-se de Sócrates? Só sei que nada sei. Rios de desertos ávidos de Poder, ainda menos, mas nesse o eleitorado já não embarca.

Os portugueses que pensem! Lembrem-se quem andou ao lado deles! Porque eles, somos nós!  Somos todos! Quem lutou contra o encerramento de serviços públicos? Quem defendeu o Serviço Nacional de Saúde? Quem esteve ao lado dos professores e dos enfermeiros? Quem obrigou a repor salários e subsídios dignos e horários justos? Quem abraçou o Interior e as populações esquecidas e paralisadas? Quem exigiu a abertura dos Tribunais?

Quem continua a lutar pela reposição das freguesias? Quem não desiste da ferrovia e dos agricultores? Quem não abdica de políticas que permitam uma reforma e velhice com dignidade?

Mariana Falcato Simões, candidata BE Vila Real

Enfim. As portuguesas e os portugueses que não esqueçam que o sinónimo de MAIORIA é TROIKA, seja à Direita ou à Esquerda com o Partido Socialista sozinho.

Todos estamos a tempo de continuar a contribuir para o salvamento do nosso País! Mas sustentado numa pluralidade de ideologias.

O BE foi o partido que mais contribuiu na ‘geringonça’ através da apresentação de propostas e diplomas para uma vida melhor em Portugal, mas também no terreno, sobretudo, nas pessoas, direitos e regiões mais fustigadas e esquecidas pela Direita que de quando em vez teimava saltar do armário do PS.

A nível local cá estamos, a lutar para eleger um deputado por Vila Real, para assim podermos contribuir com o nosso sotaque a nível nacional! O distrito de Vila Real, merece ter um Deputado do BE. Eu voto Catarina Martins e, ao votar nela, eu voto Mariana Falcato.

3 comentários em “Não podemos correr mais riscos!”

  1. Presunção e água benta cada um toma a que quer. É muito feio fazer-se passar pelo que não se é e colher frutos de árvores que não se plantou.

  2. Magnífico comentário ainda por cima feito por alguém que sofre com a interioridade num País plantado à beira mar. Da Choldra da direita estamos conversados. Do PS já basta o governo de Sócrates. Do PC do conservadorismo e do centralismo aos detentores únicos da verdade está tudo dito.

Deixe um comentário