Lançada petição popular contra o aeroporto do Montijo

O objetivo da petição é constituir-se como uma “ fonte de energia vital na ajuda aos ambientalistas que terão uma luta árdua contra os poderes dos governantes que, infelizmente, nos dias atuais não merecem a nossa confiança.”

Segundo os peticionários, “Mais uma vez os interesses financeiros continuam a sobrepor-se às fragilidades do planeta, que implora a forte oposição de todas as pessoas que desejam salvar o Globo.”

Este “aeroporto vai ser construído num local que é abrigo natural de muitas aves e da fauna do Rio Tejo que está em perigo. Para além disso, esta construção vai diminuir a qualidade de vida de todos os habitantes da área do Montijo”, acrescentam.

A petição pode ser assinada aqui.

2 comentários em “Lançada petição popular contra o aeroporto do Montijo”

  1. São várias as Associações e Partidos (alguns deles presentes na AR), que se reclamam a favor do ambiente e que se afirmam contra a decisão interesseira e infeliz deste “aero-hidroporto” (parte da pista terá de entrar pelo estuário do Tejo), que fará recair sobre o habitat e a população de vários concelhos, o ruído, a poluição atmosférica e o risco de acidentes gravíssimos. Não se entende como tanta Organização que se diz preocupada e envolvida no ambiente, não mobiliza os seus membros na recolha de assinaturas. Parece coisa de inexperientes… Não se poderão esforçar um pouco mais?
    Esqueceram ou nem sequer sabem que o primeiro aeroporto do mundo construído sobre o mar, sete anos depois de inaugurado em frente à cidade de Osaka, começou a afundar!? Será que acreditam que a obra aqui necessária será garantidamente exemplar e sem falhas?
    Virão depois os lamentos?! As acusações recíprocas de que se poderia e deveria ter feito um pouco mais?

  2. Não faço ideia do que o actual governo diz sobre estes dados, ou de como Bruxelas se pronunciará caso lhe seja denunciada a intenção de Portugal avançar com esta ideia do Montijo.

    (Publicado e consultável na revista Nature Communications).

    São mapas interactivos projectados e divulgados pela Coastal Climate Central, para as áreas prováveis de inundação em 2050 (todo o mundo), segundo dois modelos (DEM e SRTM).
    Em ambos, parte da pista da BA do Montijo estará periodicamente submersa, mas claro que começará a ficar inundada muito antes dessa data.

    Pode ler-se sobre esta organização em “sealevel.climatecentral.org” (ou ir directamente para os mapas respeitantes à zona do Montijo):

    https://coastal.climatecentral.org/map/14/-9.0139/38.7039/?theme=sea_level_rise&map_type=coastal_dem_comparison&elevation_model=coastal_dem&forecast_year=2050&pathway=rcp45&percentile=p50&return_level=return_level_1&slr_model=kopp_2014
    ou
    https://coastal.climatecentral.org/map/14/-9.0139/38.7039/?theme=sea_level_rise&map_type=coastal_dem_comparison&elevation_model=srtm&forecast_year=2050&pathway=rcp45&percentile=p50&return_level=return_level_1&slr_model=kopp_2014

Deixe um comentário