Distrital de Santarém ultrapassa meta de apoios a Marisa Matias [entrevista a Luís Gomes]

No distrito de Santarém, a campanha de recolha de proposituras da candidatura presidencial de Marisa Matias atingiu e ultrapassou a meta que lhe foi proposta. Já é possível fazer um primeiro balanço deste processo, retirando lições para futuras batalhas políticas. Nesse sentido, o site da Convergência ouviu Luís Gomes, coordenador Distrital de Santarém do Bloco de Esquerda. Transcrevemos essa entrevista na íntegra

Convergência – Luís, como prepararam esta operação de recolha das proposituras da candidatura presidencial da Marisa Matias?

Luís Gomes – Começámos por realizar um plenário distrital do Bloco de Esquerda de Santarém com a presença da Marisa Matias. Assim, todas e todos participaram na reflexão política sobre a candidatura presidencial apoiada pelo BE. Esse debate foi seguido, de forma descentralizada, por reuniões nas concelhias, para planear a ação. Percebermos coletivamente a importância da candidatura de Marisa Matias no quadro político que atravessamos, ouvir opiniões, contributos, reflexões e preocupações dos militantes foi fundamental. A presença e os contributos da Marisa Matias nesta reflexão permitiram aprofundar a importância da candidatura.

C – A região já apresenta um alto nível de recolha de assinaturas, ultrapassando mesmo a meta proposta. Como conseguiram?

LG – Antes de mais com o grande empenho das e dos camaradas, pois estão a ser exemplares nesta tarefa muito difícil em tempo de pandemia. Depois, percebemos que em concelhos de média dimensão — a realidade do nosso distrito —, a campanha de rua para recolha de proposituras não permitiria atingir os objetivos. Poderia inclusivamente suscitar reflexos políticos negativos, neste contexto pandémico. Optámos então por privilegiar a rede de contactos dos nossos militantes, a nível familiar, social ou profissional.

C – Quais as maiores dificuldades?

LG – As dificuldades criadas pela pandemia. O confinamento, o receio existente nas pessoas e a dificuldades de mobilidade foram os principais problemas com os quais fomos confrontados. Temos parte significativa dos nossos concelhos com medidas muito restritivas e isso dificulta muito o trabalho, pois ninguém quer contribuir para o agravamento da situação.

C – Quais as perspetivas?

LG – As perspetivas são muito boas. Globalmente já ultrapassámos o nosso objetivo na recolha de proposituras, com destaque para os excelentes resultados atingidos em Abrantes, em Tomar, no Entroncamento e em Salvaterra de Magos. Continuaremos a trabalhar para apresentar uma candidatura forte da Marisa, uma mulher com muita coragem.

C – Algumas lições já podem ser retiradas deste processo…

LG – Sim, reforcei a minha a convicção de que tudo é mais fácil e mobilizador quando o debate político acontece, todos percebem ao que vamos e todos podem contribuir para esse caminho. As mulheres e os homens de esquerda do Bloco são de grande fibra, de fortes convicções e de um empenho inestimável. Foi um bom arranque no distrito de Santarém para a campanha da Marisa Matias, vamos prosseguir.

Deixe um comentário