CGTP propõe luta por aumento geral de salários

A CGTP, a maior e mais combativa central sindical do nosso país, apela aos trabalhadores para que lutem pela concretização de um conjunto de reivindicações que remunerem justamente o seu trabalho e dignifiquem as suas profissões. O apelo saiu da mais recente reunião do Conselho Nacional (CN) da central sindical.

No centro está a luta por melhores condições de vida, designadamente:

“- Um forte aumento geral dos salários de todos os trabalhadores, que tenha por referência um acréscimo de 90 euros por trabalhador, nos sectores público e privado, independentemente de se reclamar valores superiores em função da realidade das empresas e de cada sector;

– A fixação do SMN em 850€, a curto prazo, acompanhando a exigência do aumento significativo de todos os salários;

– A valorização das profissões, competências, qualificações e experiência dos trabalhadores”.

Por outro lado, a CGTP propõe também aos trabalhadores a luta pela

– Revogação da caducidade e de outras normas gravosas da legislação laboral, e o combate à implementação das alterações para pior recentemente aprovadas pelo governo do PS e apoiadas por PSD, CDS, patronato e UGT;

– Contra a precariedade, nos sectores público e privado, com a exigência de um contrato de trabalho com vínculo efetivo para um posto de trabalho permanente;

– Redução do horário de trabalho para as 35 horas semanais, o combate às adaptabilidades e bancos de horas, pela limitação da laboração contínua, do trabalho noturno e por turnos, e a exigência de melhoria no pagamento do trabalho suplementar, por turnos e noturno.

O movimento sindical é o maior e mais importante movimento social e um elemento decisivo para a unidade e combate dos trabalhadores. Via Esquerda saúda as decisões saídas do CN da CGTP.

 

Foto: Crédito CGTP

Deixe um comentário