Bairro da Jamaica: Governo deve assumir responsabilidades na repressão policial

A atuação policial no Bairro da Jamaica e, no dia seguinte, na Baixa de Lisboa sobre moradores do bairro degradado do Fogueteiro (Seixal) é grave e injustificada. O vídeo gravado no bairro durante a atuação policial torna evidente que a intervenção da polícia é desproporcionada e não pode deixar de ser ligada a comportamentos racistas e xenófobos da polícia em bairros com população de origem africana, como tem sido noticiado.

O ministro da Administração Interna está no Algarve numa iniciativa de propaganda governamental, mas ainda não encontrou tempo e oportunidade para se pronunciar sobre factos tão graves de uma força policial sob a sua tutela, que já se passaram há dois dias.

Haverá responsabilidades da própria corporação, mas o apuramento de responsabilidades políticas exige que o Governo se pronuncie e assuma a gravidade da situação. O racismo tem de ser combatido.

Entretanto, a associação anti racismo SOS Racismo já veio condenar “veementemente” a atuação policial de domingo no Bairro da Jamaica e assegurar que apresentará queixa ao Ministério Público. Não se pode “procurar ilibar os agentes e incriminar as vítimas”, vinca a SOS Racismo.

 

Foto de Vermin Inc on VisualHunt

1 comentário em “Bairro da Jamaica: Governo deve assumir responsabilidades na repressão policial”

  1. Moro num predio onde habitam pessoas de Cabo Verde e de Angola e todos nos damos bem. Curiosamente, onde assisti a maiores cenas de violencia racista foi em Angola, mas entre pessoas negras de etnias diferentes. Quanto a este deputado, está a prestar um péssimo serviço ao país, pois a função que exerce exige verdade e respeito por todos. O chavão do “racismo” nâo deve ser usado de forma ligeira e o caso concreto pode e deve ser esclarecido pelo Ministerio Publico. Mas como o senhor Mamadou bem sabe, a violencia começou porque um rapaz que agrediu uma rapariga, quando esta chamou a policia em seu socorro, se recusou a ser detido e ir à esquadra prestar declarações, no que foi secundado por familiares e amigos. E o senhor Mamadou sabe tambem que a rapariga está escondida, pois tem recebido ameaças de morte do tal rapaz e seus familiares. Isto é que eu acho que é racismo, apesar de serem ambos da mesma cor.

Deixe um comentário