Ferroviários na rua contra a privatização da EMEF

2015 5 Concentrção ferroviários A

 

Em protesto contra a privatização da empresa, ferroviários da EMEF concentraram-se na tarde desta quarta-feira, em frente à estação da CP, no Entroncamento. Esta ação de luta resulta de uma decisão tomada em plenário, pouco tempo antes.

Estiveram presentes vários dirigentes sindicais e da Comissão de Trabalhadores. Participaram ainda nesta concentração os coordenadores da CGTP, Arménio Carlos, e da União dos Sindicatos de Santarém, Rui Aldeano.

Numa intervenção em tom vibrante, Arménio Carlos apelou á continuidade da luta contra a privatização. Além de ameaçar os postos de trabalho, segundo o sindicalista, a privatização da EMEF ameaçará a segurança e a qualidade do serviço prestado às populações. Colocará ainda em causa a soberania do país, neste sector estratégico.

Arménio Carlos apelou aos ferroviários para levarem a sua luta até ao voto, nas próximas eleições legislativas. Sem dar qualquer indicação de voto, limitou-se a apelar aos ferroviários para não votarem em quem privatiza empresas estratégicas, corta salários e coloca postos de trabalho em risco.

Num gesto de solidariedade, Carlos Matias, vereador BE na Câmara do Entroncamento esteve presente na concentração dos ferroviários.

* Notícia a partir de um original publicado no EOL

 

Via Esquerda Via Esquerda

Via Esquerda

Via Esquerda é um órgão de informação digital do Bloco de Esquerda do Entroncamento, cujo objetivo é abordar a actualidade noticiosa local e nacional com interesse para a população do concelho.

Artigos relacionados

*

*

Top