Bloco contra privatização da EMEF e da CP-Carga

Emef 23 B

 

Recentemente, o governo PSD/CDS-PP aprovou os decretos-lei que avançam com a privatização da CP Carga e da EMEF. Depois destes diplomas promulgados pela Presidência da República, será imediatamente criada uma comissão de acompanhamento e aprovado o caderno de encargos para a venda das duas empresas públicas.

Em comunicado, o Bloco de Esquerda declara-se frontalmente contra a privatização destas duas empresas — agora ou no futuro. O país exige controlo público sobre as empresas ferroviárias estratégicas, neste sector, ele próprio fundamental. Exige investimento público e a defesa dos postos de trabalho, na ferrovia.

Não há aqui lugar à simples exigência de “suspensão” do processo de privatização, só porque se exige mais “maturação”. Esta posição equívoca do PS só fragiliza a resistência contra a privatização. E pré-anuncia o que fará um governo do PS, depois de deixar “amadurecer” o processo.

Apesar de anunciar “cofres cheios” à custa da pauperização do povo português, o governo decide vender empresas estratégicas para o desenvolvimento do nosso país. No caso particular da EMEF, empresa com sede no Entroncamento, a sua venda coloca em risco postos de trabalho de pessoal altamente qualificado. Uma privatização tornará ainda mais precárias as vidas dos ferroviários e ainda mais ameaçada a economia do concelho.

A travagem definitiva da privatização da EMEF e da CP-Carga será possível pela resistência dos ferroviários e pelo fortalecimento da esquerda de confiança.

 

Via Esquerda Via Esquerda

Via Esquerda

Via Esquerda é um órgão de informação digital do Bloco de Esquerda do Entroncamento, cujo objetivo é abordar a actualidade noticiosa local e nacional com interesse para a população do concelho.

*

*

Top